West Nile Virus (atualizado em 14-12-2016)

Suspendem-se os Alertas 17,21, 22, 23, 25, 26 e 28/2016  na ausência de notificação de casos de infecção  autóctone por flavivírus, nos últimos três meses, nas  regiões ou áreas previamente afectadas por surto deste agente.

 

Alerta 28/ 2016 -  Actualização da informação relativa a vírus do Nilo Ocidental - medidas para a prevenção da transmissão através da transfusão

Fomos informados pelo Sistema RONDA da Direcção Geral da Saúde da existência de novos casos de Infecção pelo Vírus do Nilo Ocidental em países da União Europeia e países vizinhos.

Na União Europeia, em 26 de agosto de 2016, verificou-se um aumento acentuado de casos notificados nas duas semanas anteriores (43 de um total de 54 casos em 2016) nomeadamente em Espanha (Sevilha), Itália, Áustria, Hungria, Roménia e Chipre.

Em Portugal, foram notificados em seres humanos os seguintes casos de VNO: dois casos em 2004 (turistas irlandeses com estadia no Algarve), um caso em 2010 (Península de Setúbal) e um outro caso em 2015 (Algarve).

Mais informações, consulte:

http://ecdc.europa.eu/en/press/news/_layouts/forms/News_DispForm.aspx?ID=1471&List=8db7286c-fe2d-476c-9133-18ff4cb1b568&Source=http://ecdc.europa.eu/en/Pages/home.aspx

Pensamos adequado para a prevenção do risco de transmissão de WNV através da transfusão  a suspensão dos candidatos à dádiva que tenham permanecido pelo menos uma noite nas regiões e países afectados  -  Espanha (Sevilha), Itália, Áustria, Hungria, Roménia, Chipre, Rússia, Israel, Sérvia  - por um período de 28 dias.

Solicitamos a vossa maior atenção a esta situação e solicitamos a divulgação da presente informação a todos os profissionais com responsabilidades na selecção e avaliação de dadores de sangue.

 

Alerta 26/2016 -  WNV (Vírus do Nilo Ocidental)- Informação sobre Medidas para a prevenção da transmissão de WNV

Fomos informados pelo Sistema RONDA da Direcção Geral da Saúde da existência de novos casos de Infecção pelo Vírus do Nilo Ocidental em países da União Europeia e países vizinhos.

Segundo dados do ECDC, até 18 de agosto , foram reportados 22 casos de febre do Nilo Ocidental em seres humanos na UE durante o período de transmissão (ou seja, desde junho até 18 de Agosto).

http://ecdc.europa.eu/en/publications/Publications/communicable-disease-threats-report-21-aug-2016.pdf

Na passada semana 11 novos casos de infecção pelo Vírus do Nilo Ocidental foram notificados em países da União Europeia

  • Espanha – foi notificado um caso num cidadão francês que viajou para a Andaluzia. O local exacto da infecção ainda não é conhecido estando ainda em curso a investigação
  • Roménia – Três casos confirmados e dois prováveis
  • Hungria – Cinco casos confirmados

Foram ainda reportados casos em países vizinhos

  • Rússia – Oito novos casos
  • Israel – Onze  novos casos ( 6 casos confirmados, 5 casos prováveis)
  • Sérvia – Dois novos casos

Pensamos adequado para a prevenção do risco de transmissão de WNV através da transfusão  a suspensão dos candidatos à dádiva que tenham permanecido pelo menos uma noite nas regiões e países acima referidos, para além de Itália, por um período de 28 dias.

Solicitamos a vossa maior atenção a esta situação e solicitamos a divulgação da presente informação a todos os profissionais com responsabilidades na selecção e avaliação de dadores de sangue.

 

 

Alerta 23/2016 -  WNV Itália - Informação sobre Medidas para a prevenção da transmissão de WNV em Itália 2016

Vimos por este meio, divulgar informação recebida através do SANCO- RAB (Rapid Alert Blood) da Comissão Europeia relativa a “ Actualização de medidas para prevenção da transmissão de WNV através da transfusão em Itália “.

Recebemos informação da introdução do rastreio analítico por WNV TAN a todas as dádivas de sangue, para além das províncias de  Carbonia- Iglesias, Cagliari ( Alerta 21/2016), Roma (Região de Lazio), Bologna e Ravenna ( Região de Emilia – Romagna),  (Alerta 22/2016) , na província de Veneto, na sequência da identificação viral documentada da circulação de mosquitos WNV positivos.

Recebemos também informação  do primeiro caso humano de doença por WNV neuroinvasiva  na provincia de Bologna (Região de Emilia-Romagna) onde já tinha sido implementado rastreio analítico WNV TAN a todas as dádivas de sangue.

Face a esta situação e ao número de províncias de Itália afectadas as medidas preventivas serão aplicadas a toda a Itália.

Pensamos pois adequado para a prevenção do risco de transmissão de WNV através da transfusão  a suspensão dos candidatos à dádiva que tenham permanecido pelo menos uma noite  em Itália por um período de 28 dias.

Solicitamos a divulgação da presente informação a todos os profissionais com responsabilidades na selecção e avaliação de dadores de sangue.

Alerta 22/2016 -  WNV Itália - Informação sobre Medidas para a prevenção da transmissão de WNV em Itália 2016

Vimos por este meio, divulgar informação recebida através do SANCO- RAB (Rapid Alert Blood) da Comissão Europeia relativa a “ Actualização de medidas para prevenção da transmissão de WNV através da transfusão em Itália “.

 Recebemos informação da introdução do rastreio analítico por WNV TAN a todas as dádivas de sangue, para além das províncias de  Carbonia- Iglesias e Cagliari ( Alerta 21/2016)  na província de Roma (Região de Lazio) e nas províncias de Bologna e Ravenna ( Região de Emilia – Romagna), na sequência da identificação  de uma infecção autóctone WNV positiva num cavalo no primeiro caso e da identificação viral documentada da circulação de mosquitos WNV positivos, no segundo caso.

Face a esta situação pensamos adequado para a prevenção do risco de transmissão de WNV através da transfusão  a suspensão dos candidatos à dádiva que tenham permanecido pelo menos uma noite  em Itália por um período de 28 dias.

Solicitamos a divulgação da presente informação a todos os profissionais com responsabilidades na selecção e avaliação de dadores de sangue.

 

 

Alerta 21/2016 -  WNV Itália - Informação sobre Medidas para a prevenção da transmissão de WNV em Itália 2016

Vimos por este meio, divulgar informação recebida através do SANCO- RAB (Rapid Alert Blood) da Comissão Europeia relativa a “ Actualização de medidas para prevenção da transmissão de WNV através da transfusão” em Itália .

Recebemos informação da introdução do rastreio analítico por WNV TAN a todas as dádivas de sangue em duas províncias de Itália, Carbonia- Iglesias e Cagliari, na sequência da identificação viral documentada da circulação de mosquitos WNV positivos.

Pensamos adequado para a prevenção do risco de transmissão de WNV através da transfusão  a suspensão dos candidatos à dádiva que tenham permanecido pelo menos uma noite nestas regiões  de Itália por um período de 28 dias.

 

Solicitamos a divulgação da presente informação a todos os profissionais com responsabilidades na selecção e avaliação de dadores de sangue.

Alerta 17/2016 -  Alerta 1 WNV Itália - Informação sobre Medidas para a prevenção da transmissão de WNV em Itália 2016

Vimos por este meio, divulgar informação recebida através do SANCO- RAB (Rapid Alert Blood) da Comissão Europeia relativa a “Medidas para prevenção da transmissão de WNV através da transfusão -2016” em Itália. (documento em anexo). Estas medidas estarão em vigor em Itália de Junho a Setembro de 2016.

Através do mesmo alerta recebemos  informação acerca da introdução do rastreio ID WNV a todas as dádivas de sangue  nas províncias italianas  de Carbonia-Iglesias e Cagliari após circulação viral documentada de mosquitos WNV positivos.

Pensamos adequado para a prevenção do risco de transmissão de WNV através da transfusão  a suspensão dos candidatos à dádiva que tenham permanecido pelo menos uma noite nestas regiões de Itália por um período de 28 dias.

Solicitamos a divulgação da presente informação a todos os profissionais com responsabilidades na selecção e avaliação de dadores de sangue.

 

Alerta 22/2015  – Casos de infecção pelo Vírus do Nilo Ocidental na Europa

De acordo com o ECDC, dados publicados a 3 de setembro de 2015, foram reportados 41 casos humanos de infeção por VNO na União Europeia desde o início do ano: Áustria (4), Hungria (2), Itália (29); Portugal (1), Roménia (5).

Destes, 28 casos foram reportados na última semana.

http://ecdc.europa.eu/en/publications/Publications/communicable-disease-threats-report-05-sep-2015.pdf

O nº total de casos em países vizinhos é de 36, para o mesmo período: Israel (25), Rússia (9), Palestina (1), Sérvia (1).

Mais informações, consulte:

 

Assim pensamos adequado para a prevenção do risco de transmissão de WNV através da transfusão  a suspensão por um período de 28 dias dos candidatos à dádiva que tenham permanecido pelo menos uma noite na Bulgária ( Alerta 9/2015), Itália ( Alertas 7,8,10,11,12,14,15,16,17,18/ 2015), Roménia (Alerta 17/2015), Hungria (Alerta 19/2015) , Áustria, Israel, Rússia, Palestina e Sérvia bem como a suspensão temporária por um prazo de 120 dias após a recuperação de potenciais dadores de sangue com o diagnóstico de infecção na ausência de sintomas.

Relativamente á situação em Portugal aplicam-se as medidas preventivas constantes do Alerta 20/2015

 

Alerta 20/2015 - Suspensão das medidas a adoptar para a prevenção da transmissão do Vírus do Nilo Ocidental (WNV)

Face a  existência de um caso provável de infecção pelo Vírus do Nilo Ocidental (West Nile Virus) na região do Algarve,posteriormente confirmado a 14 de Setembro,  no âmbito das  atribuições do Sistema Português de Hemovigilância, foram divulgadas a 31 de Agosto e 1 de Setembro de 2015, as medidas  para a prevenção da transmissão do Vírus do Nilo Ocidental através da transfusão, adoptadas pela Autoridade Competente,  através do Alerta 20/2015.

Constavam deste alerta o rastreio ID TAN para Vírus do Nilo Ocidental (WNV) a todas as dádivas de sangue na região afectada até 30 de Outubro do ano em curso e a suspensão temporária, por um período de 28 dias a partir do seu regresso, de potenciais dadores de sangue que tenham permanecido pelo menos uma noite na região afectada, ou, alternativamente, aceitação destes dadores caso fosse realizado rastreio por ID TAN Vírus do Nilo Ocidental (WNV) às respectivas dádivas de sangue.

Tendo sido ultrapassado o prazo considerado neste alerta e não tendo sido identificado nenhum caso positivo no rastreio ID TAN para Vírus do Nilo Ocidental, de acordo com a Autoridade Competente,  ficam suspensas todas as medidas para a prevenção do da transmissão do Vírus do Nilo Ocidental através da transfusão, constantes do Alerta 20  de 31 de Agosto e 1 de Setembro de 2015.

Adicionalmente, solicitamos a divulgação da presente informação a todos os profissionais com responsabilidades na seleção e avaliação de dadores de sangue.

Alerta 20/2015 - Medidas para a prevenção da transmissão de infecção por Vírus do Nilo Ocidental através da transfusão. Caso provável de infecção por Vírus do Nilo Ocidental no Algarve

Face a informação recebida da  existência de um caso provável de infecção pelo Vírus do Nilo Ocidental (West Nile Virus) na região do Algarve, no âmbito das  atribuições do Sistema Português de Hemovigilância divulgam-se as medidas  para a prevenção da transmissão do Vírus do Nilo Ocidental através da transfusão, adoptadas pela Autoridade Competente:

Colheita de Sangue na Região Afectada ( Algarve)

Dadores

Na ausência de testes de rastreio cancelamento das sessões de colheita de sangue e componentes sanguíneos;

Na presença de testes de rastreio

  1. Suspensão temporária por um prazo de 28 dias de potenciais dadores de sangue que apresentem sintomatologia compatível com febre de origem indeterminada ou síndroma gripal;
  2.  Suspensão temporária por um prazo de 120 dias após recuperação, na ausência de sintomas, de potenciais dadores de sangue com diagnóstico de infecção;
  3.  Reforço da informação pós dádiva;
  4. Hemovigilância pós transfusional.

Componentes

  1.  Rastreio ID TAN restrospectivo para vírus do Nilo Ocidental (WNV) dos componentes sanguíneos em stock, sempre que possível;
  2. Rastreio ID TAN para Vírus do Nilo Ocidental (WNV) a todas as dádivas de sangue até 30 de Outubro do ano em curso;
  3. Redução patogénica de plaquetas e plasma ou na sua ausência suspensão da sua produção.

Colheita de Sangue a nível nacional (fora da área afectada)

  1. Suspensão temporária, por um período de 28 dias a partir do seu regresso, de potenciais dadores de sangue que tenham permanecido pelo menos uma noite na região afectada, ou, alternativamente, aceitação destes dadores caso seja realizado rastreio por ID TAN Vírus do Nilo Ocidental (WNV) às respectivas dádivas de sangue;
  2. Suspensão temporária por um prazo de 120 dias após total recuperação, na ausência de sintomas, de potenciais dadores de sangue com o diagnóstico de infecção;
  3. Reforço da informação pós dádiva;
  4. Hemovigilância pós transfusional.
Loading...
Loading...